Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rituais de Beleza

por Dra. Rita Alves

Rituais de Beleza

por Dra. Rita Alves

Dom | 09.02.20

Álcool nos Cosméticos: Sim ou Não?

Sem Álcool

O álcool tem vindo a ser usado na produção de cosméticos desde os tempos mais longínquos (a.C.), então quando e porque é que passou a vilão? E será que os álcoóis são todos iguais, todos fazem mal à pele? Qual a diferença entre eles? Chegou a hora de saberem toda a verdade no que ao álcool diz respeito como ingrediente nos cosméticos :)

 

Os Álcoóis:

alcool funçao.jpg

"Álcool" é um grupo funcional de compostos orgânicos com terminal hidroxilo. Se isto não vos diz nada não se preocupem, o que interessa apenas perceber é que quimicamente todos os álcoois contêm uma molécula -OH, sendo que o resto da sua composição varia no número de carbonos (C). Exemplos:

  • Metanol (1C) = Álcool metílico
  • Etanol (2C) = Álcool etílico
  • Propanol (3C) = Álcool isopropílico
  • Hexadecanol (16C) = Álcool cetílico = Álcool palmítico

E por aí fora. A partir de 8C são considerados álcoóis gordos, pois à medida que o número de carbonos aumenta tornam-se mais oleosos e menos solúveis em água. A partir de 16C são sólidos!

 

Álcool Desnaturado:

Muitas vezes surge nas listas de ingredientes como "Alcohol Denat". Pode aparecer também como “SD Alcohol” = especialmente desnaturado, ou “CD Alcohol” = completamente desnaturado. A desnaturação não é nada mais nada menos que a adição de determinadas substâncias químicas ao álcool etílico com o objetivo de o tornar imprórpio para consumo (não vá alguém decidir embebedar-se com o seu creme de noite xD).

 

Etanol Como "O Álcool":

O Etanol é o álcool mais amplamente utilizado e ao qual passámos a chamar simplesmente "álcool". Vejamos o exemplo do frasco de álcool que temos em casa. Não dizemos "vou comprar etanol" mas sim "vou comprar álcool". Portanto quando na dermatologia cosmética falamos em "produtos sem álcool" referimo-nos essencialmente ao etanol... Mas não só!

 

Quais São Os Álcoóis "Maus" e "Bons"?

O "Mau" é aquele que provoca efeitos indesejáveis na pele, como irritação, secura e redução das defesas. Isto depende do tipo de álcool, da sua concentração no cosmético e da frequência da sua aplicação. Os mais propensos a estes efeitos são os mais voláteis (menos "gordos" - ex: Etanol, Alcohol Denat, Álcool Isopropílico), sendo tanto pior quanto maior a sua concentração na fórmula. Nas listas de ingredientes não costuma vir esta informação, mas podemos ter uma ideia através da ordem em que este ingrediente aparece: se for dos primeiros ingredientes a surgir na lista é porque está em elevada concentração e vice-versa (a lista está sempre por ordem dos ingredientes mais abundantes para os menos). Estes álcoóis são de evitar em cosméticos de uso diário, principalmente em peles sensíveis.

Se a quantidade de álcool presente for pequena e existirem ingredientes calmantes e hidratantes no cosmético, os efeitos adversos do álcool podem acabar por ficar neutralizados.

O tipo e estado de pele de quem vai usar o produto também é importante. Por exemplo, um protetor solar com álcool não será tão prejudicial para uma pele normal/ mista/ oleosa e saudável como para uma pele seca e com Rosácea. Na pele do bebé, mais fina, frágil e permeável, o álcool é completamente desaconselhado. Daí que os produtos para bebé devam ser todos "sem álcool".

 

Alcohol Denat

Exemplo de um cosmético com álcool etílico desnaturado. É um dos primeiros ingredientes da lista, o que significa que está em elevada concentração, provavelmente com o objetivo de acelerar a secagem do produto após a sua absorção. Contudo estas concentrações são de evitar em peles secas e, apesar da indicação para peles sensíveis na embalagem, é preciso ter atenção em peles inflamadas pois pode ser irritante. Fonte da imagem: Farmácias Portuguesas.

 

Mas há alguns álcoóis "Bons": os que têm ação hidratante e protetora, como os álcoóis gordos de origem vegetal ou sintéticos (ex: Álcool Cetílico, Álcool Estearílico, C20-22 Alcohol).

Álcoóis Gordos

Exemplo de um produto com álcoóis gordos. É um produto para criança e considerado "sem álcool" porque não tem álcoóis "maus". Aqui os álcoóis gordos C20-22 têm uma função emoliente, protetora, e provavelmente também na estabilidade e viscosidade da fórmula. Uriage Barièsun Infantil. Fonte da imagem: Uriage.

 

Porque é usado nos cosméticos?

De uma forma geral o álcool é usado nos cosméticos com as seguintes funcionalidades:

(Significado do símbolo em frente à função: *= álcoóis voláteis; º= álcoóis gordos; ª= ambos)

- Conservante*

- Solvente*

- Agente Anti-espumaª

- Melhorador da viscosidadeª

- Estabilizador das emulsõesª

- Acelerador da absorção pela pele*

- Volátil (secagem rápida do cosmético após a sua aplicação)*

- Ação Adstringente*

- Frescura*

- Emoliente/ Hidratante/ Protetorº

 

Desafio:

Desafio-vos a pegarem nos vossos cosméticos e darem uma vista de olhos pela lista detalhada de ingredientes. Observem:

1) Quantos deles têm álcool na sua composição?

2) Em que lugar da lista de ingredientes aparecem (início/ fim)?

3) Que tipo de álcool é e poderá estar a ser contraproducente para a tua pele?

 

Bem, hoje sinto-me ligeiramente repetitiva... Quantas vezes escrevi eu "álcool" neste artigo?! Hehe x)

Bons Rituais de Beleza!