Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rituais de Beleza

por Dra. Rita Alves

Rituais de Beleza

por Dra. Rita Alves

Dom | 15.03.20

COVID-19: O Que É Importante Saber

https://www.uminho.pt/PT/viver/COVID-19

 

É o tema do momento e com razão. Como farmacêutica tenho lidado com esta pandemia na linha de frente principalmente no que à prevenção diz respeito, daí que tenha decidido falar sobre isto aqui no blog. Esta informação pretende complementar (e não substituir) as recomendações emitidas pelos organismos nacionais ou mundiais de saúde, principlamente pelo facto de muitos dos recursos recomendados começarem a esgotar, como está a acontecer com o álcool e o álcool-gel para desinfecção das mãos e superfícies.

 

Coronavírus, COVID-19 e SARS-CoV-2:

Por certo já ouviram estas 3 expressões diferentes para referir a mesma coisa, então qual a diferença entre elas?

  • Coronavírus é um género de vírus com características genéticas semelhantes, assim designado pela sua forma "espinhosa" à superfície semelhante a uma coroa. Há várias estirpes deste vírus e várias doenças por eles provocadas, afetando animais e humanos.
  • SARS-CoV-2 é o nome do coronavírus que provoca a doença COVID-19. As siglas significam Severe Acute Respiratory Syndrome CoronaVirus 2 (em português: Síndrome Respiratório Agudo Severo Coronavírus 2).
  • COVID-19 (COronaVIrus Disease 2019 - em português: Doença Coronavírus 2019) é o nome da doença provocada pelo vírus SARS-CoV-2.

 

Período de Incubação, Sintomas e Severidade:

O período de incubação de um vírus é o tempo que decorre desde o momento em que uma pessoa é infetada até ao aparecimento dos primeiros sintomas. No caso do SARS-CoV-2 este período pode ir até 14 dias. Contudo na maioria dos casos os primeiros sintomas surgem logo 4 a 5 dias após o contágio.

A Pneumonia é a principal manifestação da CODIV-19, e também a mais grave, com febre, tosse e dispneia (sensação de falta de ar). Não há sinais específicos que distingam esta virose de outras infecções respiratórias, por isso em caso de suspeitas é aconselhado fazer o Teste Rápido, para além de todas as restantes medidas de contenção. E com "suspeitas" refiro-me exclusivamente a 3 situações: 1) se tiveram contato próximo há menos de 14 dias com alguém que esteja infetado ou suspeito disso; 2) se estiveram nalgum evento onde foi reportado algum caso da doença; 3) se residem ou viajaram para uma zona com foco de infeção dentro desse período.

Existem 3 Graus de Severidade da Doença: Ligeiro, Severo e Crítico. A boa notícia no meio disto tudo é que a maioria dos casos é Ligeiro: 81% (sem pneumonia ou com sintomas ligeiros). 14% dos casos é Severo (com dispneia e mais de 50% dos pulmões afetados) e 5% Crítico (falência respiratória ou de vários órgãos). A mortalidade atinge 2,3% dos casos, todos eles em estado Crítico.

 

O Que Fazer Para Prevenir?

A maioria das orientações já vocês têm conhecimento, desde evitar espaços públicos com muita gente e pouca ventilação (como bares, centros comerciais, hipermercados, etc.), lavar e desinfetar as mãos, tossir para a dobra do cotovelo, não dar beijinhos... Aqui não pretendo ser extensiva com esses pontos mas sim debruçar-me mais sobre 4 medidas que não são tão faladas, principalmente para fazer frente à escassez de álcool, álcool-gel, máscaras e luvas:

 

1) Reforço do Sistema Imunitário:

Se aumentarmos as defesas do nosso organismo, mais preparado ele estará para combater agentes infecciosos como o coronavírus. Assim sendo aconselho a terem uma alimentação saudável e a fazerem necessariamente um reforço com a toma de suplementos à base de Geleia Real, Equinácia, Viamina C, Zinco e/ou Probióticos. Por exemplo:

 

2) Higiene Nasal:

Os vírus estabelecem-se no nosso organismo através do contacto com as mucosas (olhos, boca e maioritariamente nariz). Eles fixam-se aí e "escavam" o seu caminho até ao interior ao mesmo tempo que se vão replicando. Sabendo isto é fácil perceber a importância de lavarmos todos os dias a mucosa nasal!

Como lavar? De preferência com spray de água do mar isotónica (para adulto e bebé/criança), água termal (boa para quem costuma ter alergias) ou com os sistemas de lavagem nasal, que fazem uma limpeza mais profunda (Rhinodouche, Nasopure ou Otosan Nasal Wash). Estes últimos podem completar pontualmente a limpeza de água do mar ou termal (ex: usar o spray diariamente e 1x/semana fazer a lavagem com o sistema). Quanto à frequência de utilização do spray recomendo fazer de manhã e à noite e sempre que regressar a casa após uma saída, seja para onde for. Após a limpeza nasal, assoem-se.

Cada pessoa deve ter o seu próprio spray e/ou sistema para evitar contaminações!

 

3) Desinfecção das Mãos:

Na ausência de álcool e de álcool-gel recomendo a aplicar um dos seguintes óleos essenciais da Pranarom (100% bio e puros), com propriedades anti-virais:

  • Bebé e Criança: num frasco diluir 1 gota de Ravintsara em 9 gotas de Óleo de Amêndoas Doces e usar 1 a 2 gotas desta mistura em cada desinfecção das mãos.
  • Adulto: esfregar nas mãos 2 gotas de Ravitsara, Eucalipto radiata, Árvore do Chá ou Solução Defesas Naturais Aromaforce.

 

4) Desinfeção das Superfícies e do Ambiente:

Para além dos desinfetantes recomendados também podem usar como complemento (ou alternativa, na sua ausência) os óleos essenciais Pranarom com propriedades anti-virais, em difusão ou spray. Recomendo:

  • Quarto do Bebé/Criança: colocar em difusão a Solução Depurativa PranaBaby.
  • Espaço do Adulto (casa ou trabalho): em difusão a Solução Defesas Naturais, Força e Vitalidade, Eucalypur, óleo essencial de Ravintsara, Árvore do Chá ou Limão.
  • Superfícies: num frasco misturar 50mL água + 50mL vinagre de cidra + 30 gotas de óleo essencial de Ravintsara, Árvore do Chá ou Força e Vitalidade - usar a mistura para desinfectar superfícies como teclados, ratos, computadores, telemóveis, bancadas, etc.

 

Resumindo e Concluíndo, o Importante é:

- Nem 8 nem 80! Não se deixem levar pelo sensasionalismo do mediatismo para evitar entrarem em pânico, mas também não ignorem a importância da situação que vivemos.

- Cuidem-se e acautelem-se! Adoptem as medidas de prevenção e contenção aconselhadas pelo governo e pelos organismos nacionais e mundiais de saúde, mas vão mais além disso tomando suplementos que reforcem o sistema imunitário, fazendo uma boa higiene nasal diária e recorrendo aos métodos complementares e/ou alternativos de desinfecção sempre que necessário.

- Pensamentos Positivos! Veja o lado positivo da situação: a maioria dos casos de COVID-19 é ligeiro e passageiro. Para além disso, se têm a oportunidade de ficar em casa aproveitem para fazer coisas para as quais normalmente não tem tempo, como ler, escrever, meditar, praticar exercício físico, praticar yoga, costurar, destralhar a casa daquilo que já não usam e poderão vir a doar ou vender online, finalizar projetos inacabados, reparar peças que estão há muito tempo por consertar, desfrutar do tempo em família e com os vossos animais de estimação, jogar jogos de tabuleiro ou às cartas, ver aquele filme que sempre quiseram ver, rever filmes e fotos de família... As boas energias e os pensamentos positivos ajudam-nos sempre a superar qualquer desafio!