Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rituais de Beleza

por Rita Alves

Rituais de Beleza

por Rita Alves

Dom | 01.10.17

Rosácea

A Rosácea é uma doença de pele inflamatória, crónica e evolutiva. Isto significa que (lamento informar) não tem cura e, se não for controlada com as medidas de prevenção e os produtos certos, tende a agravar!

Afeta o rosto e, por vezes, o pescoço, sendo mais frequente em mulheres entre os 30 e os 50 anos.

A Rosácea deve-se a um desequilíbrio ao nível dos capilares sanguíneos associada a alterações na permeabilidade da pele, que fica mais sujeita à perda de água e ao "ataque" dos agentes externos (sol, cosméticos, microorganismos...). Por este motivo ela é caracterizada por uma vermelhidão permanente ou transitória ("flush"), telangectasias (derrames) e/ou pápulas e pústulas (borbulhas com diferente etiologia do acne). Estas peles são sensíveis e reativas, com sensação de calor, picadas ou ardor e intolerância a determinados cosméticos.

 

A Rosácea é agravada por factores como:

  • Exposição à radiação UV / Sol (principal)
  • Ambientes secos e quentes
  • Mudanças de temperatura
  • Stress
  • Aplicação de cortisona
  • Cosméticos oclusivos (gordurosos) e irritantes
  • Alimentos quentes e picantes
  • Álcool

 

Como expliquei inicialmente, a Rosácea deve ser controlada para que não evolua. Por exemplo, conseguimos evitar o aparecimento de telangectasias ou pústulas quando temos apenas vermelhidão. Conseguimos até diminuir a vermelhidão, mesmo na presença de telangectasias! Para isso aqui ficam alguns conselhos.

 

Como prevenir o agravamento da Rosácea:

  • Evitem a exposição solar direta no rosto
  • Evitem ambientes quentes e secos (ex. saunas)
  • Evitem ares condicionados, álcool e comidas picantes
  • Não apliquem cortisonas no rosto
  • Adotem uma postura anti-stress no dia-a-dia (pratiquem meditação, yoga ou outro exercício físico em que consigam libertar-se da tensão acumulada, aprendam a gerir conflitos com os colegas de trabalho, chefes, clientes e familiares...)

 

Cosméticos a utilizar:

  • Água termal: apliquem sempre que sentirem desconforto cutâneo
  • Proteção solar 50+ todos os dias
  • Produtos de higiene sem álcool nem agentes irritantes
  • Cosméticos com texturas em gel ou fluido

Limpeza

 Exemplo de produto de limpeza (Fluido de Limpeza Roseliane, Uriage), água termal (Uriage) e discos de algodão sem costura no rebordo (Alvita).

 

Se a Rosácea não estiver controlada, toda a rotina deve ser realizada com produtos específicos para a Rosácea. Só quando ela já estiver controlada é que poderão passar a fazer, por exemplo, anti-envelhecimento à noite. Existem várias marcas no mercado com linhas completas dedicadas a este problema, como a Uriage (Roseliane), Avène (Antirougeurs) e a Bioderma (Sensibio AR). A Martiderm e a Caudalie, embora não tenham uma linha específica para a Rosácea, têm produtos que funcionam muito bem, como o Arnika gel (com fator de proteção solar 50+), o sérum Krono-age e o Vinosource Sorbet. O fundamental é na Rosácea é oferecer à pele muita água (extremamente importante, pois sem uma boa hidratação nenhum tratamento funciona), ingredientes calmantes e proteção solar!

Ritual Diário

 Exemplos de produtos de uso diário na Rosácea (não é para usar todos, é só uma amostragem dos produtos que existem no mercado adaptados a esta patologia de pele).

 

Rituais de Beleza na Rosácea - Dicas:

  • Uma vez por semana façam uma máscara de hidratação no rosto e relaxem enquanto a deixam atuar (10 a 20 minutos). Antes de qualquer máscara deve-se fazer sempre uma esfoliação para eliminar células mortas e intensificar a ação da máscara mas no caso da Rosácea é preciso muito cuidado. Só aconselho esfoliação com um esfoliante suave, de uma marca hipoalergénica e exclusivamente em situações de remissão dos sintomas, ou seja, quando a vermelhidão está controlada e não há presença de pápulas nem pústulas. Evitar sempre esfoliar sobre os derrames e nunca exercer pressão nem esfregar muito, só fazer movimentos circulares suaves. Ainda assim as esfoliações não devem ser frequentes (por exemplo, façam só uma vez por mês).
  • Quanto à limpeza, se optarem por um gel ou leite de limpeza que se remove com água nunca se esqueçam de passar um tónico a seguir para neutralizar o calcário da água, reestabelecer o pH e devolver o conforto à pele. Se optarem por uma água micelar ou outro produto que não seja necessário remover com água usem compressas de não tecido nas fases em que a pele está mais reativa. Nas fases de remissão podem usar discos de algodão brancos e sem costura no rebordo.
  • Como estas peles são reativas devem cingir-se a apenas uma marca (no máximo duas). Nada de grandes misturas a não ser por aconselhamento de profissionais de saúde que já tenham obtido resultados positivos com determinadas associações de produtos!

  • Outra questão muito importante: atenção à maquilhagem. É muito útil e, portanto, aconselhada para aumentar a auto-estima, mas deve ser sempre adaptada! Aconselho os CC cremes das linhas específicas de Rosácea (como o CC creme Roseliane da Uriage) ou a linha Couvrance da Avène, que tem proteção solar e é adaptada a peles sensíveis, intolerantes, com patologias de pele (como é o caso da Rosácea) ou sujeitas a intervenções cirúrgicas. A Avène Couvrance tem um stick corretor verde que é muito útil para neutralizar a vermelhidão (aplicar antes da base).

Complementos

 Exemplo de máscara de hidratação (Martiderm), protetores solares (Avène Emulsão / Eucerin Matificante) e maquilhagem (Avène Couvrance Stick Corretor VerdeBase / CC Creme Roseliane, Uriage).

 

Quando não conseguimos estabilizar as formas pápulo-pustulosas da Rosácea apenas com cosméticos podemos recorrer ao uso de medicamentos tópicos. Estes são sujeitos a receita médica porque podem ser irritantes para a pele e mucosas, provocar fotossensibilidade e interferir com medicamentos. É o caso do Metroderme (metronidazol) e do Finacea (ácido azelaico). Em formas mais extensas ou graves associa-se a toma de medicamentos via oral, sendo sempre necessário nestes casos, não só prescrição médica, como também acompanhamento médico para detectar efeitos secundários ou falhas na terapêutica. Mas não se esqueçam do seguinte: a terapêutica oral sozinha não resulta, é sempre necessário usar os cosméticos adequados e evitar os fatores de agravamento acima referidos.

 

Até agora, dos casos de Rosácea que tenho acompanhado (uns só com vermelhidão, outros com telangectasias e outros ainda pápulo-pustulosos), nenhum precisou de medicamentos. Temos controlado tudo apenas com cosméticos :)

Exemplo1

Exemplo clínico nº 1: 

Redução de vermelhidão e de pápulas apenas com cosméticos em 7 dias. Em casa foram aplicados os cosméticos aconselhados por mim no final da 1ª sessão. As fotos foram tiradas antes de darmos início à sessão, ou seja, ocorreu melhoria após receber apenas uma sessão de gabinete, associada à continuação do "ritual de beleza" em casa.

 

Exemplo2

Exemplo clínico nº 2: 

Redução de vermelhidão, pápulas e pústulas apenas com cosméticos (1 sessão de gabinete + "ritual de beleza" em casa adaptado). As fotos foram tiradas antes de darmos início à sessão e com um espaçamento de 2 meses, embora a utente tenha dado um feedback de melhoria da pele logo uns dias após a 1ª sessão.

 

Exemplo3

Exemplo clínico nº 3:

Redução de vermelhidão generalizada após 4 semanas (3 sessões de gabinete + "ritual de beleza" em casa adaptado).

 

Atenção! O diagnóstico de Rosácea deve ser feito por um profissional de saúde porque esta doença de pele pode facilemente ser confundida com outras que apresentam alguns sintomas semelhantates, nomeadamente a Dermite Seborreica, o Acne, o Lupus Eritematoso, Fotodermites ou Dermite de Contacto. Os tratamentos são diferentes em todas elas e algumas precisam mesmo de acompanhamento médico.

 

Acho que não me esqueci de falar de nada, mas se esqueci não hesitem em perguntar :)

183 comentários

Comentar post

Pág. 1/6